Procrastinação! A verdade por traz dela

0
298
views
Porque procrastinamos
Porque procrastinamos

Procrastinação – É irônico, mas estou adiando cada segundo… Eu deveria estar revisando alguns resultados da pesquisa para uma série de discursos de liderança que consegui com uma gigante empresa de energia. Mas, em vez disso, estou escrevendo este artigo.

Não é como se a motivação não estivesse lá. O cliente está pagando um valor significativo para eu entregar três palestras em três dias; portanto, eu deveria estar pulando de alegria e ansiosa para entregar esse trabalho.

Mas, infelizmente, escrever um artigo no prazo sobre produtividade é mais fácil e divertido para mim do que passar meio dia bisbilhotando o Google Acadêmico, lendo trabalhos acadêmicos sérios e fazendo novas apresentações atraentes. Além disso, sempre posso deixar para fazer isso amanhã, certo?

A procrastinação é o hábito de adiar tarefas importantes e menos prazerosas, fazendo algo mais fácil ou mais prazeroso. E-mail, Twitter, Facebook, comida e Netflix são os melhores amigos de um procrastinador.

Por que nós exercemos a procrastinação?

Para vencer a procrastinação de uma vez por todas, você tem que entender de verdade o porquê nós procrastinamos!

Há várias razões que muitos dizem sobre os motivos da procrastinação, dentre eles:

  • excesso de confiança
  • não sabendo por onde começar
  • A sensação de que uma tarefa não é tão importante (ou, pelo menos, não nos importamos tanto com isso)
  • Preguiça

Mas essas razões para a procrastinação são realmente reais e verdadeiras?

Como mencionei, estou procrastinando agora, mas não é porque estou confiante demais. Apesar de ter falado profissionalmente centenas de vezes, eu sei que tenho que me preparar bem para entregar um excelente material e ganhar o meu salário por isso!

Como não sou nova em escrever discursos, também sei exatamente como e onde preciso começar.

O salário decente que estou recebendo torna isso muito importante para mim.

Eu estou apenas sendo preguiçosa? Eu não diria isso. Na verdade, estou realizando mais trabalho nesse meio tempo. Portanto, se fosse preguiçosa não estaria fazendo nada…

Não, você não procrastina porque é preguiçoso ou por qualquer um dos motivos mencionados anteriormente.

Você REALMENTE procrastina porque:

  • Você não tem motivação e / ou
  • Você subestima: O poder das emoções presentes ao antecipar as emoções futuras definindo suas metas ou fazendo sua lista de tarefas. Além de esquecer a dor de ter que realizar uma tarefa com pouco prazo!
Procrastinação
Procrastinação

As pessoas tendem a procrastinar uma grande variedade de coisas. Você pode procrastinar adiando o relatório da escola, por exemplo.

Mas e se você pudesse antecipar melhor suas futuras emoções? E se você pudesse sentir a dor agora de acordar às três da manhã trabalhando naquele relatório, porque não começou a fazer antes?

Se você pudesse conectar melhor seu eu atual com o seu eu futuro, reuniria a motivação de que precisa para realizar a tarefa agora, e não depois.

Os psicólogos Neil Lewis, da Universidade de Michigan, e Daphna Oyserman, da Universidade do Sul da Califórnia, tentaram provar isso em um estudo recente publicado na Psychological Science. Eles descobriram que, se as pessoas considerassem eventos contando em dias, em vez de contar em meses ou anos, agiriam mais rapidamente.

Por exemplo, em um teste, os participantes foram instruídos a imaginar criança recém-nascida. Metade dos participantes deveria considerar que seus “filhos” começariam a faculdade em 18 anos, a outra metade em 6.570 dias. Claro, essa é exatamente a mesma quantidade de tempo. Mas a maneira como eles contavam o tempo influenciava quando eles começariam a economizar para essa educação?

SIM! Curiosamente, os “pais” que olharam as questões de uma perspectiva de “dias” planejaram começar a economizar quatro vezes mais cedo do que os pais planejando a partir de uma perspectiva de “anos”.

Esta experiência ilustrou uma lição valiosa: a procrastinação pode ser superada encontrando uma maneira de se conectar ao seu eu futuro agora.

No caso do experimento, os participantes mudaram a maneira como viam o tempo pensando em termos de dias em vez de anos. Você poderia usar o mesmo método: o prazo final do projeto não é daqui a dois meses; está em menos de 60 dias. Mas espere; você não está planejando trabalhar nos finais de semana. E você tem dois dias por semana que estão cheios de reuniões. Isso significa que você tem apenas 28 dias!

Se você estiver tentado a procrastinar, encontre uma maneira de visualizar seu futuro eu. Concentre-se na dor que resulta em deixar de fazer uma atividade no prazo, em contraste com o alívio de ter completado sua tarefa.

Se você puder fazer isso com sucesso, seu futuro “EU” lhe agradecerá.

Fonte principal: The Truth Behind Why We Procrastinate

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here